.Setembro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
28
29
30

.Sondagem

.ROINES RUTIS

O site - www.rutis.org

.Comentários

Em 1974 estava com 40 anos. Vivi esses tempos ante...
Para quem não conheça, o Museu Fotografia Vicentes...
Foi a última morada do Prof. Marcelo Caetano em Po...

.Arquivos

AGENDA ROINESXXI

.Links

.SENIORS - MAYORES - ANZIANI - 前輩 > SENIOR LIFE IN THE WORLD

ROINESXXI = SÉNIOR do século XXI | Journal du XXI siècle - Journal of XXI century - Diario del siglo XXI – Jornal do século XXI - Journal di XXI secolo | Portugal tem 245 universidades seniores, 35 mil alunos e 4.500 professores voluntários | Museu do Louvre (Paris) recebe 10 milhões de turistas/ano, Portugal recebe (2019) 27 milhões de turistas | Portugal apresenta o mais baixo nível salarial dentro da Zona Euro | Lisboa é das cidades mais "baratas" da Europa, Zurique é a mais cara | Mais de 692 mil pessoas já viram este blog | Tríade para ser feliz: QUERER, APRENDER, FAZER | A Constituição Portuguesa tem 296 artigos | Portugal tem 308 municípios e 3 091 freguesias | Dia dos roinesianos é a 19 de Fevereiro | Existem no mundo mais de 2.700 línguas, a mais falada é o mandarim | Cabo Girão (na Madeira) é o promontório mais alto da Europa e o 2.º mais alto do Mundo | A igreja Católica em Portugal tem 52 bispos e 3.797 padres | Blog ROINESXXI / address > https://roinesxxi.blogs.sapo.pt/
Quarta-feira, 29 de Julho de 2020

HISTÓRIAS DA HISTÓRIA... REAL

Um verdadeiro hino europeurei luis a.jpg

Luís IV (1638-1715), rei de França.

Ao sentar-se no seu coche, o rei se terá picado na ponta de uma pena da almofada do assento, a picada infectou e causou um pequeno abcesso no ânus que devia ter sido logo aberto e drenado. Os médicos do rei, receosos de intervir nas bases da monarquia, optaram por um tratamento mais leve à base de unguentos.

Este tratamento não deu qualquer resultado e ao fim de quatro meses o rei continuava com o abcesso e com dores insuportáveis. Em meados de maio os cirurgiões diagnosticaram uma fístula o que os deixou transtornadíssimos e finalmente o 1.º cirurgião, Félix de Tassy, decidiu-se por uma intervenção para abrir o abcesso. Para isso desenhou um instrumento especial, uma verdadeira peça de ourivesaria com lâmina de prata.

Mas foram precisos mais 5 meses para fabricar esse instrumento precioso. A operação só foi feita no dia 17 de novembro, sem anestesia, e foram necessárias mais duas intervenções porque foi muito difícil fechar a ferida para que pudesse cicatrizar. Só no Natal de 1686 os cirurgiões declararam o rei como curado, o que pôs fim aos rumores que no estrangeiro já corriam de que Luis XIV agonizava.

Como acção de graças foram rezadas muitas missas em todo o reino e as Senhoras da Maison Royale de Saint-Louis, em Saint Cyr (colégio interno feminino criado por Mme de Maintenon) decidiram compor um cântico para celebrar a cura do rei. A superiora, Mme de Brino (sobrinha de Mme de Maintenon), escreveu os seguintes versos:

    Grand Dieu sauve le roi !
    Longs jours à notre roi !
    Vive le roi. A lui victoire,
    Bonheur et gloire !
    Qu'il ait un règne heureux
    Et l'appui des cieux !

Os versos foram entregues a Jean-Baptiste Lully para que este
compusesse a música e as meninas de Saint Cyr passaram a cantar este pequeno cântico sempre que o rei vinha visitar o colégio. Anos mais tarde, em 1714, o compositor Georg Friedrich Haendel, de passagem por Versalhes, ouviu este cântico e achou-o tão belo que tomou nota da letra e da música.rainha.jpg

Elizabeth II (1926/....), rainha de Inglaterra.

Mais tarde, já em Londres, Haendel pediu a um clérigo chamado Carrey para lhe traduzir os versos de Mme de Brinon. O padre traduziu-lhe de imediato a letra e escreveu estas palavras que iriam dar a volta ao Mundo:

    God save our gracious King,
    Long life our noble King,
    God save the King!
    Send him victorious
    Happy and glorious
    Long to reign over us,
    God save the King !

Haendel agradeceu-lhe e dirigiu-se de imediato à Corte onde ofereceu ao rei - como se fosse de sua autoria - o cântico das Meninas de Saint Cyr. George I, encantado, felicitou o compositor e determinou que daí em diante o "God save the King" devia ser sempre executado nas cerimónias oficiais.

(Música) > https://www.youtube.com/watch?v=D3dR7u7TPNo

 

E foi assim que este hino, que nos parece profundamente britânico, nasceu da colaboração: de uma francesa (Mme de Brinon); de um italiano naturalizado francês (Jean-Baptiste Lully - ou Lulli); de um inglês (Carrey); de um alemão naturalizado inglês (Georg Friedrich Händel - ou Haendel); do ânus de Sua Majestade Luis XIV.

De facto, um verdadeiro hino europeu!
Duas questões:
- Se Louis XIV por acaso não tivesse enfiado uma pena no real
traseiro, qual seria hoje o hino britânico?

- Acham possivel que a partir de hoje possam ouvir o "God save the Queen" sem pensar naquela pena?

> Rita Sarreira (Professora de História)

publicado por j.gouveia às 17:45

link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Luísa Neves a 30 de Julho de 2020 às 11:03
Toda a história está cheia de episódios caricatos, era comum tal acontecer e não esquecer que estávamos em épocas em que tudo estava por descobrir, o pouco que havia limitava decisões e esta é uma delas. Muita história estará mal contada e plagiada! Gostei de ler... não conhecia de todo!
De Joaquim Cosme a 30 de Julho de 2020 às 13:48
Tenho muita consideração pela Dra Rita Sarreira. Foi minha professora e aprendi muito com Ela.
De Berta Matos a 30 de Julho de 2020 às 17:11
Muito interessante... uma história que nasceu donde menos seria de esperar. Já o Haendel foi um oportunista, quem pensaria tal de uma celebridade como ele. Gosto muito da letra e da música, fantástico! Berta Matos
De Fátima Andrade a 30 de Julho de 2020 às 17:26
Como é que estas "coisas" não são citadas nas aulas de história?
Há censura ou os professores desconhecem?
Deixo parabéns à Dr.ª Rita Sarreira por revelar este facto melindroso... para o rei!!! Diz o povo e com razão há muita história mal contada.
De Vânia Camacho a 30 de Julho de 2020 às 19:28
Hoje dá para rir mas naquele tempo pouco mais podia ser feito; sem material cirúrgico, sem medicamentos, sem água corrente, sem meios sanitários, sem luz eléctrica, tudo funcionava no que hoje podemos entender como de primitivismo. Uma simples picada num local "proibido" do rei tornou-se numa tragédia. Desconhecia esta história mas os procedimentos acabo por compreender. Vânia Camacho
De Paula Venâncio a 30 de Julho de 2020 às 21:15
Valeu a pena esperar cinco meses para salvar o mal que a pena fez no cujo do dito rei francês. Parece anedota, mas não é. Aconteceu e a história está muito bem contada, parabéns à autora.

Comentar post



REDE
UNIVERSAL
DE NOTÍCIAS

João Godim

FREELANCER


contador de visitas
Contador de visitas
Diseño Web Sevilla



Mil Canções
dos últimos 30 anos


>REPORTAGENS

>EUROPA DIRECT

>METEOROLOGIA

>SOS URGENCIAS

>AEROPORTO LISBOA

>AEROPORTO MADEIRA

>TABELA DE MARÉS

.Fotos


GALERIA ROINESXXI
ROINES NOS MEDIA

.subscrever feeds

.pesquisar

 

EUROMILHÔES


BLOGS RECOMENDADOS


Ecclesia
Museu da Imprensa
Regador do Frei Boléo
Começar de Novo
Contextos Históricos
Portugalidade
USTV
Diversidades
Motivo(s) em foco
Guiné - Bart 1914
A TERRA E A GENTE
Actualidade
O Guardião
Fernando Pessoa
Eça de Queiroz
Laurinda Alves
Livros
Leituras
Livros em português
Hábito de Leitura
Casa dos Poetas
Biblioteca Nacional
Observatório da Língua
Língua Portuguesa no Mundo
NOVA ORTOGRAFIA
Português no Mundo Árabe
Observatório da Emigração


José Régio/João Vilaret
A Procissão/João Vilaret
Pablo Neruda
Gabriel Garcia Marques


Coro da Catedral
Projecto Tio
Televisão Saloia
U.Sénior Machico
U.Sénior Funchal
Academia Sénior
Gastronomia Madeirense

PAISES DO MUNDO

11 DE SETEMBRO 2001

ENCICLOPÉDIA UNIVERSAL

FILMES DE OURO

FILMES PORTUGUESES

LA BALLADE DES GENS HEUREUX
LA VIE EN ROSE
ODE TO MAASTRICHT

VIDEOS MUSICAIS

Amália Rodrigues
Conjunto Académico João Paulo / Sérgio Borges
Manuel Freire
António Prieto
Love Story
Demiss Roussos
Frank Sinatra
Sinatra e Jobim
Vinicius de Moraes
Roberto Carlos
Julio Iglesias
Chico Buarque
Elvis Presley
Conjunto João Paulo
Música árabe
Música céltica
Maria Callas
Laura Pausini
Andrea Bocelli
Música relaxante
Vangelis
Mozart
You light up my Life
Beethoven
Franz Liszt
BeachBoys
Beatles
Elton John
Gigliola Cinquentti
Edith Piaf
Celine Dion
Pavarotti
Louis Armstrong
Nat King Cole
Dont Worry Be Happy

AS MAIS FAMOSAS CANÇÕES DE NATAL

VIOLA OK
Viola clássica Viola/Guitarra
Guitarra/Carlos Paredes
Viola/Gips Kings
Viola/intantil!
Viola/genial!!!
Guitarra Espanhola
Viola:Over the Rainbow
Viola: Kenny Rogers
Viola:José Feliciano