.Março 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Sondagem

.ROINES RUTIS

O site - www.rutis.org

.Comentários

O mundo é nosso!?Só que é mais de uns do que outro...
Se um antigo presidente foi para a prisão signific...
Migrantes, emigrantes, refugiados, todos merecem a...

.Arquivos

AGENDA ROINESXXI

.Links

Em destaque no SAPO Blogs
pub

.SENIORS - MAYORES - ANZIANI - 前輩 > SENIOR LIFE IN THE WORLD

ROINESXXI = SÉNIOR do século XXI | Journal du XXI siècle - Journal of XXI century - Diario del siglo XXI – Jornal do século XXI - Journal di XXI secolo | Portugal tem 245 universidades seniores, 35 mil alunos e 4.500 professores voluntários | Museu do Louvre (Paris) recebe 10 milhões de turistas/ano, Portugal recebe (2019) 27 milhões de turistas | Portugal apresenta o mais baixo nível salarial dentro da Zona Euro | Lisboa é das cidades mais "baratas" da Europa, Zurique é a mais cara | Mais de 692 mil pessoas já viram este blog | Tríade para ser feliz: QUERER, APRENDER, FAZER | A Constituição Portuguesa tem 296 artigos | Portugal tem 308 municípios e 3 091 freguesias | Dia dos roinesianos é a 19 de Fevereiro | Existem no mundo mais de 2.700 línguas, a mais falada é o mandarim | Cabo Girão (na Madeira) é o promontório mais alto da Europa e o 2.º mais alto do Mundo | A igreja Católica em Portugal tem 52 bispos e 3.797 padres | Blog ROINESXXI / address > https://roinesxxi.blogs.sapo.pt/
Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2021

MUNDO, À GUISA DOS TEMPOS

Parar é morrer

ss.jpg

“Parar é morrer”, o ditado é antigo e está em consonância com o ser natural dos humanos e outros seres vivos – actividade, movimento, marcha, mudança, caminhada…, tudo isto é próprio e não há volta a dar; porém, neste momento, o mundo em geral está sob a ameaça de uma “travagem a fundo” por causa do “Covid-19”; e então a ordem é parar, suspender, evitar, distanciar, recolher, etç. , nada que a humanidade já não tivesse vivido noutros séculos, só que, agora, existe uma “carga” de informação sem precedentes e tudo gira em redor de quantidades de mortos e contagiados, em vez de uma força vital, duma esperança mais atrevida e, decerto, mais vitoriosa, porque, como dizia a saudosa Agustina Bessa-Luís (1922-): “Todo o homem que morre é um deus cercado de poderes que teve e não gozou, porque temeu a sua divindade".

No caso presente, importa continuar a ser responsável e servir-se das capacidades e potencialidades que estão ao dispor de cada um. À partida, uma guerra nunca está ganha ou perdida antes do combate, mesmo com as melhores armas. Temos que enfrentar a realidade, mas isso não deve implicar tormentos eternos, amarguras sem fim… Aliás, situações destas já foram previstas através da ficção, na literatura e no cinema… Lembramos dois exemplos: o filme “Cassandra Crossing”, um filme de 1976, do realizador Carlo Ponti, com actores de nomeada -  Sophia Loren, Richard Harris, Martin Sheen, Lee Strasberg, Burt Lancaster, Ava Gardner, O. J. Simpson; um filme que nos ajuda a fazer a “catarse de medo”.

Matizes apocalípticas

Em resumo, trata-se de um drama pelo seguinte: “Na sequência de um assalto à sede da Organização Mundial de Saúde em Genebra, um terrorista penetra num laboratório onde se executam perigosas experiências bacteriológicas. Contaminado por um poderoso e devastador vírus, o terrorista refugia-se a bordo de um comboio que parte em direção a Estocolmo. Assim que a sua localização é descoberta, e face ao potencial perigo de contaminação que ele representa, o comboio é desviado para a Polónia, onde deverá permanecer com todos os seus passageiros de quarentena num antigo campo de concentração. Mas a viagem vai ser particularmente acidentada, sobretudo com a incrível passagem de uma ponte perigosa” (…). 

Outro exemplo que nos ajuda a reflectir neste tempo de “pandemia”, é o mais recente livro do escritor norte-americano Don DeLillo – “O Silêncio”, um romance de “catástrofe com matizes apocalípticas” que aborda o mundo em 2022… DeLillo terminou o livro poucas semanas antes da “pandemia de Covid-19” e, “apesar de retratar uma catástrofe diferente, nele podemos encontrar um misterioso consolo para o que hoje acontece.”

publicado por j.gouveia às 10:35

link do post | comentar | favorito


REDE
UNIVERSAL
DE NOTÍCIAS

João Godim

FREELANCER


contador de visitas
Contador de visitas
Diseño Web Sevilla



Mil Canções
dos últimos 30 anos


>REPORTAGENS

>EUROPA DIRECT

>METEOROLOGIA

>SOS URGENCIAS

>AEROPORTO LISBOA

>AEROPORTO MADEIRA

>TABELA DE MARÉS

.Fotos


GALERIA ROINESXXI
ROINES NOS MEDIA

.subscrever feeds

.pesquisar

 

EUROMILHÔES


BLOGS RECOMENDADOS


Ecclesia
Museu da Imprensa
Regador do Frei Boléo
Começar de Novo
Contextos Históricos
Portugalidade
USTV
Diversidades
Motivo(s) em foco
Guiné - Bart 1914
A TERRA E A GENTE
Actualidade
O Guardião
Fernando Pessoa
Eça de Queiroz
Laurinda Alves
Livros
Leituras
Livros em português
Hábito de Leitura
Casa dos Poetas
Biblioteca Nacional
Observatório da Língua
Língua Portuguesa no Mundo
NOVA ORTOGRAFIA
Português no Mundo Árabe
Observatório da Emigração


José Régio/João Vilaret
A Procissão/João Vilaret
Pablo Neruda
Gabriel Garcia Marques


Coro da Catedral
Projecto Tio
Televisão Saloia
U.Sénior Machico
U.Sénior Funchal
Academia Sénior
Gastronomia Madeirense

PAISES DO MUNDO

11 DE SETEMBRO 2001

ENCICLOPÉDIA UNIVERSAL

FILMES DE OURO

FILMES PORTUGUESES

LA BALLADE DES GENS HEUREUX
LA VIE EN ROSE
ODE TO MAASTRICHT

VIDEOS MUSICAIS

Amália Rodrigues
Conjunto Académico João Paulo / Sérgio Borges
Manuel Freire
António Prieto
Love Story
Demiss Roussos
Frank Sinatra
Sinatra e Jobim
Vinicius de Moraes
Roberto Carlos
Julio Iglesias
Chico Buarque
Elvis Presley
Conjunto João Paulo
Música árabe
Música céltica
Maria Callas
Laura Pausini
Andrea Bocelli
Música relaxante
Vangelis
Mozart
You light up my Life
Beethoven
Franz Liszt
BeachBoys
Beatles
Elton John
Gigliola Cinquentti
Edith Piaf
Celine Dion
Pavarotti
Louis Armstrong
Nat King Cole
Dont Worry Be Happy

AS MAIS FAMOSAS CANÇÕES DE NATAL

VIOLA OK
Viola clássica Viola/Guitarra
Guitarra/Carlos Paredes
Viola/Gips Kings
Viola/intantil!
Viola/genial!!!
Guitarra Espanhola
Viola:Over the Rainbow
Viola: Kenny Rogers
Viola:José Feliciano