.Junho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Sondagem

.ROINES RUTIS

O site - www.rutis.org

.Comentários

No anos 47, 48 e seguintes do século passado traba...
Não há outro igual, foi um génio! O ter tantas pla...
Ensino do crioulo nas escolas portugueses? Nem por...

.Arquivos

AGENDA ROINESXXI

.Links

.SENIORS - MAYORES - ANZIANI - 前輩 > SENIOR LIFE IN THE WORLD

ROINESXXI = SÉNIOR do século XXI | Journal du XXI siècle - Journal of XXI century - Diario del siglo XXI – Jornal do século XXI - Journal di XXI secolo | Portugal tem 245 universidades seniores, 35 mil alunos e 4.500 professores voluntários | Museu do Louvre (Paris) recebe 10 milhões de turistas/ano, Portugal recebe 18 milhões de turistas | Portugal apresenta o mais baixo nível salarial dentro da Zona Euro | Lisboa é das cidades mais "baratas" da Europa, Zurique é a mais cara | Mais de 455 mil pessoas já viram este blog | Tríade para ser feliz: QUERER, APRENDER, FAZER | A Constituição Portuguesa tem 296 artigos | Portugal tem 308 municípios e 3 091 freguesias | Dia dos roinesianos é a 19 de Fevereiro | Existem no mundo mais de 2.700 línguas, a mais falada é o mandarim | Cabo Girão (na Madeira) é o promontório mais alto da Europa e o 2.º mais alto do Mundo | A igreja Católica em Portugal tem 52 bispos e 3.797 padres | Blog ROINESXXI / address > https://roinesxxi.blogs.sapo.pt/
Sábado, 11 de Maio de 2019

POLÍTICA COM HUMOR HITLERIANO

CC.jpgCaac.jpg Crr.jpg

Humor deve ser interpretado com humor!!! Aqui, o recurso ao estilo hitleriano para retratar o avanço e recuo do CDS/PP (Assunção Cristas) e do PSD (Rui Rio), na questão da contagem de tempo dos professores, dá para rir ante tamanha e lamentável cambalhota. Aprovar e reprovar, num espaço de cinco dias, só pode ser a brincar. Um humor, neste caso, de muito mau gosto. Numa votação a requerer sentido de estado e de ética, tudo foi tratado como lixo... a política no seu pior momento de humor.

VIDEO > https://www.youtube.com/watch?v=_kku_LA4umI

publicado por j.gouveia às 16:06

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

COMÉRCIO DE ARMAS, EUROPA NA FRENTE!

Já várias vezes o Papa Francisco condenou severamente o comércio de armas como fator que contribui para o eclodir e agravar de muitas guerras. Uma boa parte desse comércio é clandestino e decorre à margem dos governos, mas outra é por estes autorizada.

A Comissão Nacional Justiça e Paz, em ação concertada com as comissões Justiça e Paz europeias (Justiça e Paz Europa), lançou recentemente um apelo aos deputados que vierem a ser eleitos para o Parlamento Europeu, onde, entre outras causas, define como prioritária uma ação contra a exportação de armas que possam vir a ser utilizadas em guerras e conflitos.

Os países da União Europeia no seu conjunto são o segundo maior exportador de armas do mundo. As exportações gerais de armas de países da União Europeia aumentaram 10% no período de 2013 a 2017 em relação ao período de 2008 a 2012 e esse aumento foi de 103% no que se refere ao Médio Oriente.ar.jpegA Posição Comum sobre exportação de armas na União Europeia veda essa exportação para países envolvidos em guerras e conflitos, que cometam sérias violações dos direitos humanos, que apoiem organizações terroristas, ou em que os altos custos dos equipamentos de defesa possam afetar seriamente as suas perspetivas de desenvolvimento. Estes critérios não têm sido observados.

A questão tem sido levantada a propósito da venda de armas à Arábia Saudita, que mantém uma guerra no Iémen onde são sistematicamente provocados danos em vítimas civis. Entre os maiores exportadores de armas para a Arábia Saudita estão, para além dos Estados Unidos, países europeus como o Reino Unido, a França, a Alemanha e a Itália. A decisão recente do governo alemão de suspender essa exportação suscitou a oposição dos governos francês e britânico.

Para serem utilizadas no Iémen pelo exército da Arábia Saudita, seguem armas provindas de fábricas da Sardenha. Este facto tem suscitado a mobilização, local e nacional, de várias organizações da sociedade civil, católicas e laicas. Disseram a propósito os bispos dessa região: «A gravíssima situação económico-social não pode legitimar uma qualquer atividade económica e produtiva, sem que se avalie responsavelmente a sua sustentabilidade, a sua dignidade e o seu respeito pelos direitos de cada pessoa.

Em particular, não podem ser equiparadas a produção de bens necessários à vida com a que certamente provoca a morte. É o que se verifica com as armas construídas no nosso território regional e usadas para uma guerra que provocou, e continua a provocar, no Iémen, milhares de mortos, na sua maior parte civis indefesos.»arm.jpgSobre esta questão, foi publicado, já há vários anos (em 1994), um documento do Conselho Pontifício Justiça e Paz, O Comércio Internacional de Armas – Uma reflexão ética. Aí se afirma:
«Nenhum Estado exportador de armas pode renunciar à sua própria responsabilidade moral perante os efeitos negativos eventuais desse comércio.

Os diversos organismos e instâncias interessadas nunca são eximidos da obrigação de se perguntarem porque se comprometem com esse comércio. E, sempre que se apresente a eventualidade de uma transferência, devem perguntar-se com toda a lucidez: porquê exportar tais armas a tal país? A quem aproveita este comércio? O argumento, tantas vezes invocado, de que se um Estado se recusa a fornecer armas, um outro o fará, está privado de todo o fundamento moral».

Reconhece tal documento a licitude do comércio de armas destinadas a fins defensivos dos governos importadores, mas segundo «um estrito critério de suficiência».
Em suma, podemos dizer que não estamos perante uma atividade económica como qualquer outra, em que uma solicitação da procura deva ser sistematicamente satisfeita e em que os ganhos da balança comercial, ou mesmo a manutenção de postos de trabalho, possam justificar uma qualquer venda.

A ética de defesa da vida e da paz impõe que se considere sempre a utilização previsível das armas que são vendidas. Está em causa uma eventual cumplicidade quanto a essa utilização.

> Pedro Vaz Pinto

publicado por j.gouveia às 09:51

link do post | comentar | favorito


REDE
UNIVERSAL
DE NOTÍCIAS

João Godim

FREELANCER


contador de visitas
Contador de visitas
Diseño Web Sevilla



Mil Canções
dos últimos 30 anos


>REPORTAGENS

>EUROPA DIRECT

>METEOROLOGIA

>SOS URGENCIAS

>AEROPORTO LISBOA

>AEROPORTO MADEIRA

>TABELA DE MARÉS

.Fotos


GALERIA ROINESXXI
ROINES NOS MEDIA

.subscrever feeds

.pesquisar

 

EUROMILHÔES


BLOGS RECOMENDADOS


Ecclesia
Museu da Imprensa
Regador do Frei Boléo
Começar de Novo
Contextos Históricos
Portugalidade
USTV
Diversidades
Motivo(s) em foco
Guiné - Bart 1914
A TERRA E A GENTE
Actualidade
O Guardião
Fernando Pessoa
Eça de Queiroz
Laurinda Alves
Livros
Leituras
Livros em português
Hábito de Leitura
Casa dos Poetas
Biblioteca Nacional
Observatório da Língua
Língua Portuguesa no Mundo
NOVA ORTOGRAFIA
Português no Mundo Árabe
Observatório da Emigração


José Régio/João Vilaret
A Procissão/João Vilaret
Pablo Neruda
Gabriel Garcia Marques


Coro da Catedral
Projecto Tio
Televisão Saloia
U.Sénior Machico
U.Sénior Funchal
Academia Sénior
Gastronomia Madeirense

PAISES DO MUNDO

11 DE SETEMBRO 2001

ENCICLOPÉDIA UNIVERSAL

FILMES DE OURO

FILMES PORTUGUESES

LA BALLADE DES GENS HEUREUX
LA VIE EN ROSE
ODE TO MAASTRICHT

VIDEOS MUSICAIS

Amália Rodrigues
Conjunto Académico João Paulo / Sérgio Borges
Manuel Freire
António Prieto
Love Story
Demiss Roussos
Frank Sinatra
Sinatra e Jobim
Vinicius de Moraes
Roberto Carlos
Julio Iglesias
Chico Buarque
Elvis Presley
Conjunto João Paulo
Música árabe
Música céltica
Maria Callas
Laura Pausini
Andrea Bocelli
Música relaxante
Vangelis
Mozart
You light up my Life
Beethoven
Franz Liszt
BeachBoys
Beatles
Elton John
Gigliola Cinquentti
Edith Piaf
Celine Dion
Pavarotti
Louis Armstrong
Nat King Cole
Dont Worry Be Happy

AS MAIS FAMOSAS CANÇÕES DE NATAL

VIOLA OK
Viola clássica Viola/Guitarra
Guitarra/Carlos Paredes
Viola/Gips Kings
Viola/intantil!
Viola/genial!!!
Guitarra Espanhola
Viola:Over the Rainbow
Viola: Kenny Rogers
Viola:José Feliciano