.Outubro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Sondagem

.ROINES RUTIS

O site - www.rutis.org

.Comentários

Concordo inteiramente com Platão. Joaquim Cosme
Com humor diz-se verdades. Os meus parabéns.
Como é que esta gente pode construir um futuro mel...

.Arquivos

AGENDA ROINESXXI

.Links

.SENIORS - MAYORES - ANZIANI - 前輩 > SENIOR LIFE IN THE WORLD

ROINESXXI = SÉNIOR do século XXI | Journal du XXI siècle - Journal of XXI century - Diario del siglo XXI – Jornal do século XXI - Journal di XXI secolo | Portugal tem 245 universidades seniores, 35 mil alunos e 4.500 professores voluntários | Museu do Louvre (Paris) recebe 10 milhões de turistas/ano, Portugal recebe 18 milhões de turistas | Portugal apresenta o mais baixo nível salarial dentro da Zona Euro | Lisboa é das cidades mais "baratas" da Europa, Zurique é a mais cara | Mais de 455 mil pessoas já viram este blog | Tríade para ser feliz: QUERER, APRENDER, FAZER | A Constituição Portuguesa tem 296 artigos | Portugal tem 308 municípios e 3 091 freguesias | Dia dos roinesianos é a 19 de Fevereiro | Existem no mundo mais de 2.700 línguas, a mais falada é o mandarim | Cabo Girão (na Madeira) é o promontório mais alto da Europa e o 2.º mais alto do Mundo | A igreja Católica em Portugal tem 52 bispos e 3.797 padres | Blog ROINESXXI / address > https://roinesxxi.blogs.sapo.pt/
Quarta-feira, 2 de Maio de 2018

LIVRO INÉDITO DE HERBERTO HELDER

Um livro inédito de Herberto Helder (1930-2015), “em minúsculas”, que revela uma faceta menos conhecida do poeta, a de repórter em Angola, no semanário Notícia, é publicado esta semana, no dia 4 de Maio, pela Porto Editora.

Trata-se de um conjunto de crónicas e reportagens realizadas pelo poeta, um trabalho jornalístico realizado entre Abril de 1971 e Junho de 1972, em que o autor assinou como Herberto Helder e Luís Bernardo. O livro resulta da investigação, transcrição, revisão e selecção de textos por Daniel Oliveira, filho do escritor, Diana Pimentel e Raquel Gonçalves.

Daniel Oliveira assina o prefácio, no qual se lê: “Se perguntassem a Herberto Helder se alguma vez foi jornalista é possível que respondesse, com um sorriso irónico ou até alguma irritação, que não. Diria, talvez, que escreveu no Notícia para poder viver em Angola. Assim como antes escrevera em jornais da metrópole por ‘coisas de dinheiros’”.

h1.jpg

“E se olharmos para o jornalismo que quotidianamente era e é feito é justo dar-lhe razão. Recusa a impessoalidade competente, foge da narrativa de consumo confortável, não se compartimenta em géneros com as suas respectivas receitas e sorri de quase tudo, que é o que quase tudo merece”, prossegue Daniel Oliveira.

Natural do Funchal, Herberto Helder matriculou-se, em 1948, na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, que cedo abandonou para se inscrever em Filologia Românica, na Faculdade de Letras, que frequentou durante três anos.
Em 1958 estreou-se literariamente com “Poesia – O Amor em Visita” e, ao longo da vida, publicou cerca de 40 títulos poéticos, que de algum modo conjugou em “Ofício Cantante - Poesia Completa”, de 2009.

Após a sua morte, em 2015, foram publicados “Poemas Canhotos” (2015) e “Letra Aberta” (2016). Na área da narrativa são conhecidos mais três títulos: “Os Passos em Volta” (1963), “Apresentação do Rosto” (1968) e “A Faca Não Corta o Fogo” (2008).

h2.jpg

Ao longo da vida Herberto Hélder teve diferentes trabalhos e colaborou em vários periódicos como A Briosa, Re-nhau-nhau, Búzio, Folhas de Poesia, Graal, Cadernos do Meio-dia, Pirâmide, Távola Redonda, Jornal de Letras e Artes.
Em 1969 assumiu o cargo de director literário da Editorial Estampa. Em 1971, depois de ter viajado pela Bélgica, Holanda, Dinamarca, partiu para África onde fez uma série de reportagens para a revista Notícias.

Em 1994, foi-lhe atribuído o Prémio Pessoa, que o poeta recusou.

publicado por j.gouveia às 12:25

link do post | comentar | favorito

LIVROS, CEBOLAS E VINHO

liv.jpglivv.jpg

Durante muitos anos as mercearias portuguesas, nos meios rurais, de tudo vendiam um pouco. Cereais, pão, açúcar, feijão, sapatos, botas, loiça, alguidares, facas, toalhas, meias, sabonetes, etc.etc. Uma prática comercial que está a regressar nos tempos que correm, com boa receptividade. 

Na cidade do livro (Óbidos, Portugal), onde vamos encontrar o maior número de livrarias por metro quadrado, já é possível comprar legumes, fruta, pão caseiro, azeite, vinho, e outros bens alimentares, no espaço livreiro. É ver os clientes a comprar livros, cebolas e vinho, por exemplo, no mesmo local, a pagar na mesma caixa registadora, a transportar na mesma sacola. Tudo é cultura! E que bem que faz.

publicado por j.gouveia às 11:48

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito


REDE
UNIVERSAL
DE NOTÍCIAS

João Godim

FREELANCER


contador de visitas
Contador de visitas
Diseño Web Sevilla



Mil Canções
dos últimos 30 anos


>REPORTAGENS

>EUROPA DIRECT

>METEOROLOGIA

>SOS URGENCIAS

>AEROPORTO LISBOA

>AEROPORTO MADEIRA

>TABELA DE MARÉS

.Fotos


GALERIA ROINESXXI
ROINES NOS MEDIA

.subscrever feeds

.pesquisar

 

EUROMILHÔES


BLOGS RECOMENDADOS


Ecclesia
Museu da Imprensa
Regador do Frei Boléo
Começar de Novo
Contextos Históricos
Portugalidade
USTV
Diversidades
Motivo(s) em foco
Guiné - Bart 1914
A TERRA E A GENTE
Actualidade
O Guardião
Fernando Pessoa
Eça de Queiroz
Laurinda Alves
Livros
Leituras
Livros em português
Hábito de Leitura
Casa dos Poetas
Biblioteca Nacional
Observatório da Língua
Língua Portuguesa no Mundo
NOVA ORTOGRAFIA
Português no Mundo Árabe
Observatório da Emigração


José Régio/João Vilaret
A Procissão/João Vilaret
Pablo Neruda
Gabriel Garcia Marques


Coro da Catedral
Projecto Tio
Televisão Saloia
U.Sénior Machico
U.Sénior Funchal
Academia Sénior
Gastronomia Madeirense

PAISES DO MUNDO

11 DE SETEMBRO 2001

ENCICLOPÉDIA UNIVERSAL

FILMES DE OURO

FILMES PORTUGUESES

LA BALLADE DES GENS HEUREUX
LA VIE EN ROSE
ODE TO MAASTRICHT

VIDEOS MUSICAIS

Amália Rodrigues
Conjunto Académico João Paulo / Sérgio Borges
Manuel Freire
António Prieto
Love Story
Demiss Roussos
Frank Sinatra
Sinatra e Jobim
Vinicius de Moraes
Roberto Carlos
Julio Iglesias
Chico Buarque
Elvis Presley
Conjunto João Paulo
Música árabe
Música céltica
Maria Callas
Laura Pausini
Andrea Bocelli
Música relaxante
Vangelis
Mozart
You light up my Life
Beethoven
Franz Liszt
BeachBoys
Beatles
Elton John
Gigliola Cinquentti
Edith Piaf
Celine Dion
Pavarotti
Louis Armstrong
Nat King Cole
Dont Worry Be Happy

AS MAIS FAMOSAS CANÇÕES DE NATAL

VIOLA OK
Viola clássica Viola/Guitarra
Guitarra/Carlos Paredes
Viola/Gips Kings
Viola/intantil!
Viola/genial!!!
Guitarra Espanhola
Viola:Over the Rainbow
Viola: Kenny Rogers
Viola:José Feliciano