.Maio 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
24
25
26
27
28
29
30
31

.Sondagem

.ROINES RUTIS

O site - www.rutis.org

.Comentários

Lindos jardins. As árvores e flores na primavera t...
Talvez seja de considerar que às vezes os gestos e...
Oh João Godim!venho frequentemente ler os teus tex...

.Arquivos

AGENDA ROINESXXI

.Links

.SENIORS - MAYORES - ANZIANI - 前輩 > SENIOR LIFE IN THE WORLD

ROINESXXI = SÉNIOR do século XXI | Journal du XXI siècle - Journal of XXI century - Diario del siglo XXI – Jornal do século XXI - Journal di XXI secolo | Portugal tem 245 universidades seniores, 35 mil alunos e 4.500 professores voluntários | Museu do Louvre (Paris) recebe 10 milhões de turistas/ano, Portugal recebe 18 milhões de turistas | Portugal apresenta o mais baixo nível salarial dentro da Zona Euro | Lisboa é das cidades mais "baratas" da Europa, Zurique é a mais cara | Mais de 455 mil pessoas já viram este blog | Tríade para ser feliz: QUERER, APRENDER, FAZER | A Constituição Portuguesa tem 296 artigos | Portugal tem 308 municípios e 3 091 freguesias | Dia dos roinesianos é a 19 de Fevereiro | Existem no mundo mais de 2.700 línguas, a mais falada é o mandarim | Cabo Girão (na Madeira) é o promontório mais alto da Europa e o 2.º mais alto do Mundo | A igreja Católica em Portugal tem 52 bispos e 3.797 padres | Blog ROINESXXI / address > https://roinesxxi.blogs.sapo.pt/
Quarta-feira, 10 de Janeiro de 2018

CINEMA DE OIRO COM FILMES A "PRETO E BRANCO"

O bom cinema não tem cor (…). Mas já a sua expressão e representação podem revelar realidades e sentimentos que ficam na memória de quem gosta de cinema, mesmo sem ser cinéfilo. É extremamente difícil entrar em comparações com os meios técnicos usados nas filmagens dos anos 50 do século XX com o brutal avanço tecnológico que hoje estão disponíveis.   

O “preto e branco” cinematográfico tem mais arte, criatividade e talento que o “colorido”. Exige mais aos realizadores, produtores e actores, os espaços têm de ser milimetricamente preenchidos, não há margem para folgas e as intervenções são mais genuínas. Os anos de ouro do cinema estão conotados com os filmes a preto e branco. “Casablanca”, rodado em 1942, é considerado “um dos maiores filmes da história do cinema”.

filme.jpg

Com uma plateia sexagenária (para mais e não para menos), a abertura do ciclo de cinema italiano na AUTITV registou casa cheia e criou um ambiente de alegre disposição. Uma comédia dos anos 50, intitulada “BELÍSSIMA”, em permanente roda-viva, dá a conhecer o quotidiano de “uma enfermeira que ganha a vida a dar injecções ao domicílio e que inscreve a sua filha em provas de selecção de jovens actrizes”. As peripécias são mais que muitas a causar incontidos sorrisos nos espectadores.

ia.jpg

A iniciativa do ciclo de cinema, pioneirismo ou não, a pensar nos "grisalhos", recebe nota alta! Que assim seja, em todo o País. Estamos a recordar o cinema de oiro com filmes a "preto e branco"... dos já longínquos bons velhos tempos!

publicado por j.gouveia às 18:11

link do post | comentar | favorito

FÁTIMA: ELEMENTO ESPIRITUAL INABALÁVEL

Continua a provocar curiosidade

junto das classes sociais e culturais

O centenário das "aparições de Nossa Senhora em Fátima", celebrado em 2017, mobilizou o País e foi motivo para a primeira visita do Papa Francisco a Portugal. Ao mesmo tempo, suscitou interpretações e relatos de toda a espécie, a favor e contra o acontecimento, opiniões diversas, argumentos com e sem fundamento.

Apesar de tudo, e entre tantos meios de julgamento, não se pôs em causa o elemento espiritual, o factor da fé inerente às aparições testemunhadas entre Maio e Outubro de 1917 por três crianças na Cova da Iria (em Leiria-Fátima). Desde então, “muita água correu debaixo das pontes", até ao nosso tempo, em que a Igreja Católica tem feito uma leitura crítica e teológica do facto histórico (o Santuário de Fátima já publicou vários volumes neste âmbito e tem promovido congressos internacionais).

f1.jpg

No contexto histórico em que tudo aconteceu, sabe-se hoje que muita coisa no início não foi bem explicada, não havia condições, a distância necessária e uma visão desapaixonada para se traduzirem as "aparições de Fátima" com maior realidade possível.

Nessa época, Portugal vivia tempos conturbados pela instauração do regime republicano, pela entrada na I Grande Guerra, pelas perseguições à Igreja Católica, pelo assassinato do "rei-presidente" Sidónio Pais, a contestação nas ruas, a sucessão de governos e o desentendimento entre os principais Partidos políticos...

f4.jpg

O clima não era favorável à paz e a um clima de desenvolvimento social, e a população, na sua maioria, no seguimento da sua tradição religiosa, recorreu à dimensão transcendental para assegurar a sua confiança num futuro melhor. Assim já tinha acontecido, por exemplo, em França, com as "aparições de Nossa senhora de Lourdes", entre outras. No caso português, os "sinais" neste aspecto também foram evidentes, como relataram alguns meios de comunicação social na altura e outras opiniões fidedignas.

No essencial, ninguém ficou indiferente às afirmações dos três pastorinhos (Lúcia, Francisco e Jacinta), ainda que se tenha especulado sobre as "aparições" como um "fenómeno de ovnis" ou de "natureza atmosférica", ou "aproveitamento político" para "castigar" os "excessos" da Primeira República... No entanto, a versão que vingou foi de uma "intensa religiosidade" que, passados cem anos, continua a merecer respeito e admiração. No entendimento do cardeal Manuel Cerejeira: "Não foi a Igreja que impôs Fátima, mas Fátima que se impôs à Igreja".

f3.jpg

Neste centenário (1917-2017), muito se escreveu à volta de Fátima, sinal de que o tema continua a provocar interesse e curiosidade, junto de todas as classes sociais e ambientes de cultura, porque o assunto está mais que estudado, por investigadores do mundo inteiro, e vivenciado por milhares de crentes que acorrem todos os anos ao Santuário de Fátima, na busca da "paz" e da "confiança" face às lutas e controvérsias da actualidade.

f5.jpg

publicado por j.gouveia às 11:06

link do post | comentar | favorito (1)


REDE
UNIVERSAL
DE NOTÍCIAS

João Godim

FREELANCER


contador de visitas
Contador de visitas
Diseño Web Sevilla



Mil Canções
dos últimos 30 anos


>REPORTAGENS

>EUROPA DIRECT

>METEOROLOGIA

>SOS URGENCIAS

>AEROPORTO LISBOA

>AEROPORTO MADEIRA

>TABELA DE MARÉS

.Fotos


GALERIA ROINESXXI
ROINES NOS MEDIA

.subscrever feeds

.pesquisar

 

EUROMILHÔES


BLOGS RECOMENDADOS


Ecclesia
Museu da Imprensa
Regador do Frei Boléo
Começar de Novo
Contextos Históricos
Portugalidade
USTV
Diversidades
Motivo(s) em foco
Guiné - Bart 1914
A TERRA E A GENTE
Actualidade
O Guardião
Fernando Pessoa
Eça de Queiroz
Laurinda Alves
Livros
Leituras
Livros em português
Hábito de Leitura
Casa dos Poetas
Biblioteca Nacional
Observatório da Língua
Língua Portuguesa no Mundo
NOVA ORTOGRAFIA
Português no Mundo Árabe
Observatório da Emigração


José Régio/João Vilaret
A Procissão/João Vilaret
Pablo Neruda
Gabriel Garcia Marques


Coro da Catedral
Projecto Tio
Televisão Saloia
U.Sénior Machico
U.Sénior Funchal
Academia Sénior
Gastronomia Madeirense

PAISES DO MUNDO

11 DE SETEMBRO 2001

ENCICLOPÉDIA UNIVERSAL

FILMES DE OURO

FILMES PORTUGUESES

LA BALLADE DES GENS HEUREUX
LA VIE EN ROSE
ODE TO MAASTRICHT

VIDEOS MUSICAIS

Amália Rodrigues
Conjunto Académico João Paulo / Sérgio Borges
Manuel Freire
António Prieto
Love Story
Demiss Roussos
Frank Sinatra
Sinatra e Jobim
Vinicius de Moraes
Roberto Carlos
Julio Iglesias
Chico Buarque
Elvis Presley
Conjunto João Paulo
Música árabe
Música céltica
Maria Callas
Laura Pausini
Andrea Bocelli
Música relaxante
Vangelis
Mozart
You light up my Life
Beethoven
Franz Liszt
BeachBoys
Beatles
Elton John
Gigliola Cinquentti
Edith Piaf
Celine Dion
Pavarotti
Louis Armstrong
Nat King Cole
Dont Worry Be Happy

AS MAIS FAMOSAS CANÇÕES DE NATAL

VIOLA OK
Viola clássica Viola/Guitarra
Guitarra/Carlos Paredes
Viola/Gips Kings
Viola/intantil!
Viola/genial!!!
Guitarra Espanhola
Viola:Over the Rainbow
Viola: Kenny Rogers
Viola:José Feliciano