.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
26
27
28
29
30

.Sondagem

.ROINES RUTIS

O site - www.rutis.org

.Comentários

Um comunista?Se mais homens como este houvesse viv...
Há portugueses no mundo, com grande prestígio, que...
Como é possível existirem criaturas como esta?Amea...

.Arquivos

AGENDA ROINESXXI

.Links

.SENIORS - MAYORES - ANZIANI - 前輩 > SENIOR LIFE IN THE WORLD

ROINESXXI = SÉNIOR do século XXI | Journal du XXI siècle - Journal of XXI century - Diario del siglo XXI – Jornal do século XXI - Journal di XXI secolo | Portugal tem 245 universidades seniores, 35 mil alunos e 4.500 professores voluntários | Museu do Louvre (Paris) recebe 10 milhões de turistas/ano, Portugal recebe 18 milhões de turistas | Portugal apresenta o mais baixo nível salarial dentro da Zona Euro | Lisboa é das cidades mais "baratas" da Europa, Zurique é a mais cara | Mais de 455 mil pessoas já viram este blog | Tríade para ser feliz: QUERER, APRENDER, FAZER | A Constituição Portuguesa tem 296 artigos | Portugal tem 308 municípios e 3 091 freguesias | Dia dos roinesianos é a 19 de Fevereiro | Existem no mundo mais de 2.700 línguas, a mais falada é o mandarim | Cabo Girão (na Madeira) é o promontório mais alto da Europa e o 2.º mais alto do Mundo | A igreja Católica em Portugal tem 52 bispos e 3.797 padres | Blog ROINESXXI / address > http://roinesxxi.blogs.sapo.pt/
Segunda-feira, 25 de Setembro de 2017

"DRONE" PARA TRANSPORTE DE CARGA

drone1.jpg

O primeiro drone para transporte de carga, está em vésperas de navegação. A notícia é avançada pelo "China Daily" que acrescenta as mais-valias que este aparelho pode proporcionar. Como é descrito: "o drone é um avião leve, com multifunção, modificado pelos institutos de pesquisa chineses, e será o primeiro grande veículo aéreo de carga do mundo, sem tripulação".  

publicado por j.gouveia às 08:07

link do post | comentar | favorito
Domingo, 24 de Setembro de 2017

MORREU O BISPO D. MANUEL MARTINS

Morreu, esta tarde, o bispo D. Manuel Martins. Tinha 90 anos de idade. Uma das figuras da igreja que mais se destacou no combate à pobreza e à injustiça social. As suas intervenções ponham a nu as poltronas políticas e governamentais, colidiam com as falsas promessas dos políticos e as más condutas dos partidos. Acusado de “Bispo Vermelho” nunca professou o comunismo e sempre esteve ao lado dos mais carenciados.

mar.jpg

Um lutador pela liberdade e pela democracia. Denunciava sem papas na língua e foi um herói contra as desigualdades. “A minha voz não se cala enquanto houver uns com muito e a maioria com muito pouco”, denunciava e apontava o dedo aos governantes. Ficou célebre a sua presença à frente da diocese de Setúbal, durante 23 anos (1975 a 1998).

D. Manuel Martins, ordenado sacerdote em 1951, nasceu a 20 de Janeiro de 1927, em Leça do Balio, Matosinhos. Como bispo de Setúbal, D. Manuel Martins foi uma voz incómoda para o “poder político”, ao ponto de criar animosidades com Mário Soares e Cavaco Silva. “Há fome em Setúbal”, dizia, ao inverso do que afirmavam os governantes. Denunciava com dados concretos: “Portugal está pobre por causa dos políticos e dos que detém o poder”.

Uma voz da liberdade presente na memória da gente. Paz à sua alma.   

publicado por j.gouveia às 18:42

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

A GUERRA NÃO ACABA AQUI

Apesar das ameaças globais, os confrontos bélicos na actualidade são mais regionais, e permanecem activos desde há décadas; como se costuma dizer - a guerra não acaba aqui - e faz-se de muitos modos: com armas, ameaças e diplomacia. É o que está a acontecer, neste momento, com destaque para "contínuos conflitos" entre os EUA e a Coreia do Norte, como já se tem relatado vários vezes.

Porém, a diplomacia e a espionagem estão sempre em acção, sinal de que a guerra é para continuar, mesmo com as constantes campanhas do medo à escala internacional e a benefício de uns quantos poderosos.

armas.jpg

Segundo os especialistas, o presidente Trump está mais interessado na "venda de armas" e na "produção de petróleo", do que na destruição total do planeta; o mesmo se diga do líder norte-coreano que quer colocar o seu país ao lado dos possuidores de "armas nucleares". A par destas posições, restam os "diplomatas" e os "espiões" que trabalham pela paz no mundo, ainda que condicionados pelas ideologias e mentalidades dos dirigentes contemporâneos. Sempre assim foi.

Basta lembra o grande espião e escritor britânico John Le Carré, para percebermos o cerne da questão. Um novo romance deste autor de referência mundial acaba de ser publicado (em inglês, por enquanto): "A Legacy of Spies", um romance que recupera o célebre espião da Guerra Fria - "Smiley", personagem central de vários romances de Carré.

guerra.jpg

John Le Carré, 85 anos, antigo membro dos serviços de informações britânico, constrói nesta obra uma história que "mistura o passado e o presente numa trama engenhosa e tão emocionante como as anteriores da série Smiley": "O Espião que saiu do frio (1963)", "Rei, Capitão, Soldado, Espião" ou "A Toupeira" (1974). Além dos filmes sobre a obra de Le Carré, destaca-se a série da BBC exibida, nos anos 1970, com o actor britânico Alec Guiness, no principal papel.

John Le Carré (na foto), pseudónimo de David Jonh Moore Cornwell, foi professor de francês e alemão no colégio privado de Eton, Reino Unido, altura em que começou a trabalhar como agente do MI5, em 1958. Todos os livros do autor bitânico estão publicados em Portugal.

publicado por j.gouveia às 18:00

link do post | comentar | favorito

FRASES CÉLEBRES

m.jpg

publicado por j.gouveia às 10:59

link do post | comentar | favorito
Sábado, 23 de Setembro de 2017

ROSTOS DO PODER E DO ÓDIO

kemails.jpgkputin.jpgkmedia.jpgchina 1.jpg

Sondagem revela que a antipatia reinante entre estas quatro figuras traduz-se no "ódio e na instabilidade mundial". As conclusões são tanto mais profundas quando "são eles que lançam a confusão, ameaçam com guerras e fabricam as mais poderosas armas". Outra evidência toma consistência quando "este quarteto" fomenta a paz podre ao mesmo tempo que reforça posições para todas as batalhas. São os rostos do poder e do ódio universal: Putin (Rússia), Trump (EUA), Kim (Coreia) e Jinping (China).

publicado por j.gouveia às 10:36

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017

PORTUGAL - UM GRANDE PAÍS!

Portugal é um pequeno país!

Se falarmos de tamanho, a sua superfície é maior que a da Áustria, da Suíça, da Dinamarca, da Holanda, da Bélgica, da República Checa, da Irlanda, da Lituânia, da Letónia, da Croácia, da Eslováquia, da Estónia ou da Eslovénia, e nunca se diz destes últimos que são “pequenos” países!

No sector tecnológico, Portugal está à frente de vários países, inclusive da França. Na área da saúde, o nosso país está na 14.ª posição dos sistemas nacionais de saúde da Europa, à frente do Reino Unido e da Espanha.

portugal livro.jpg

Há cientistas, médicos, engenheiros, arquitectos, historiadores, artistas, escritores, desportistas, no topo mundial. Portugal venceu recentemente o festival da canção da Eurovisão e, em 2016, ganhou o título de campeão europeu de futebol. É português o melhor futebolista do mundo.

Portugal é um grande país!

Ficamos por aqui! Lêem este livro: “Portugal visto de fora”, de Pierre Légise-Costal. Editora Clube do Autor. Revelações e realidades surpreendentes! (15,50 euros).     

publicado por j.gouveia às 18:27

link do post | comentar | favorito

PINTAR A IMAGEM DE UM DITADOR

Pintar a imagem, fazer maquilhagem, distorcer a realidade ou promover (para o bem ou para o mal) uma figura pública, é o que mais prolifera na paleta mundial. Nem é novidade deste século XXI que nem uma vintena de anos tem. Em todos os séculos houve disfarces e vendilhões, ditadores e democratas, mentirosos e aldrabões, corruptos e vigaristas, falsos profetas.

Ksorrir.jpg

Kim Jong-Un, 34 anos de idade, líder da Coreia do Norte, nasceu num berço de oiro, estudou na Suiça. Leu Lenine, Mussolini, Hitler, Mao Tseu Tung, Che Guevara e outros kamaradas e ditadores. Conhece relativamente bem a sociedade europeia.

Considerado um bom violeiro, pianista, golfista *tal como Donald Trump* e amante da boa cozinha coreana e mediterrânica. Seu pai foi um ditador de requinte, implacável, submetendo o povo coreano à mais penosa das pobrezas. O filho seguiu-lhe as pegadas.

Ksuiça.jpg

(Estudante na Suiça)

A Coreia do Norte é uma prisão bélica (não bela!), armada até aos dentes, um país militarizado e potencialmente criado para a guerra contra todas as nações. A China e a Rússia têm os olhos postos na Coreia do Norte. A haver uma guerra chineses e russos querem parte do que ficar. O interesse dos EUA passa por outras expectativas.

Kgolfe.jpg

Por enquanto, a propaganda mantém em alta a imagem de um ditador. Um desparafusado. Já Hitler ameaçava tudo e todos, foi liquidado. O desfecho, nestes casos, acaba sempre por ser avassalador.

publicado por j.gouveia às 09:07

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017

AGOSTINHO DA SILVA NO CCB

Militante do Espírito e da Liberdade

O Centro Cultural de Belém (CCB) promove, em parceria com o Centro Nacional de Cultura (CNC), o Dia Agostinho da Silva. O evento, de entrada livre, está agendado para o dia 24 de Setembro, pelas 15 horas, no pequeno auditório do CCB.

Resultado de imagem para agostinho da silva frases
«A personalidade de Agostinho da Silva é das mais ricas e fascinantes das culturas da língua portuguesa. Esta iniciativa pretende olhá-lo e estudá-lo na sua dimensão multifacetada e fecundíssima de um militante do Espírito e da Liberdade»
O evento conta com a presença de especialistas como Guilherme d’Oliveira Martins, José Manuel dos Santos, Paulo Borges, Pedro Martins, António Cândido Franco, Renato Epifânio e José Eduardo Franco, sendo que o programa inclui três painéis de debate sobre Filosofia, Vida “conversável” e Lusofonia.

publicado por j.gouveia às 15:18

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017

NOVOS LIVROS RECOMENDADOS

O Pequeno Caminho das Grandes Perguntas” é o novo livro de José Tolentino Mendonça. Há sempre perguntas mas nem sempre há respostas, por muita retórica ou empirismo que sejam apresentados. Outros livros novos de grandes autores estão a chegar às livrarias: “O Caminho Imperfeito” de José Luís Peixoto e mais um volume da tradução da Bíblia, por Frederico Lourenço.

Resultado de imagem para livro "O Pequeno Caminho das Grandes Perguntas

Novas publicações estão na forja. A saber, “Moda e Feminismos em Portugal – O Género Como Espartilho”, de Cristina L. Duarte; e  “O Caso da PIDE/DGS - Foram julgados os principais agentes da ditadura portuguesa?”, de Irene Flunser.

Também o livro intitulado “À Lei da Bala - Terrorismo e Violência Política em Portugal no Século XX”, de António Luís Marinho e Mário Carneiro, no qual é traçada “a excepcional história da violência no século XX, em Portugal, contando ainda com uma conversa com Carlos Antunes, antigo operacional das Brigadas Revolucionárias, entre 1971 e 1974, e líder das FP-25, durante os anos 80”.

Livros recomendados (em especial) aos seniores.

publicado por j.gouveia às 08:32

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 19 de Setembro de 2017

TERAPIAS... COM MEIA DÚZIA DE PALAVRAS

"Qualquer coisa que faça muito barulho é satisfatória para a multidão", escreveu Charles Dickens (1812-70), escritor britânico. Com uma boa dose de palavras, mais ou menos carismáticas, pode-se preencher a insatisfação que nos invade todos os dias, por via dos vários ruídos e da propaganda eleitoral, por exemplo.

Entre os ruídos, também há os silêncios, os gestos e os comportamentos que fazem a diferença. Basta ler o testemunho, em jeito de alerta, do neurocientista americano, James Fallon, que "descobriu acidentalmente que tem um cérebro de psicopata", mas que elege a "ternura", como um poderoso instrumento de "cura".
Fallon, que esteve há poucos dias no Porto como conferencista, contou ao Jornal "O Público"(edição 18 de setembro), estar convicto de que "a bondade pode curar um psicopata" e que os seus estudos nesta área passam também neste momento pelo Vaticano.

Imagem relacionada

"Estamos a trabalhar com o Papa na mensagem da ternura. Perceber  como é que ele pode transmitir esta mensagem ao mundo (...)". Neste sentido, confirmou que tem trabalhado com o Papa há cerca de dois anos e que Francisco lhe pediu que encontrassem "uma forma de comunicar com todas as crianças do mundo", e outras situações relacionadas com as "novas tecnologias".

Enfim, a "ternura" e a "misericórdia" são palavras-chave do Evangelho de Cristo, divulgadas há mais de dois mil anos, e, no entanto, sempre actuais, apesar de nem sempre serem praticadas.

publicado por j.gouveia às 11:54

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 18 de Setembro de 2017

ALBERTO JOÃO JARDIM NO CINEMA

Imagem relacionada

Alberto João Jardim, ex-presidente do Governo da Madeira, mantém um ritmo de vida imparável. O cinema não é uma paixão mas acaba por ser um meio para reviver a história da Madeira nos anos 40 do século passado.

Anos da II guerra mundial, o arquipélago praticamente abandonado pela República, forçada emigração para a Venezuela, África do Sul, Brasil, Argentina, Austrália, viver na ilha era um tormento, com navios de guerra alemães a "deitar para o fundo" navios de outras nacionalidades, fundeados na baia do Funchal.

A pobreza teve momentos dramáticos, tanto no Funchal (capital da ilha com cerca de 110 mil habitantes) como nas zonas rurais (com mais de 150 mil residentes). O governo central salazarista deixou, em plena grande guerra, as ilhas "ao deus-dará".

No filme "Feiticeiro da Calheta" é dado a conhecer episódios de uma época bastante amarga para madeirenses e portossantenses. Alberto João Jardim é um fiel intérprete. Ele que, sem ser actor, foi o grande responsável pelo "enorme salto" que a Madeira deu entre 1976-2015.

publicado por j.gouveia às 10:50

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

DEPOIS DA GUERRA, FEZ-SE PADRE

Todos somos guerreiros, com ou sem armas. A competitividade começa à nascença e agita-nos durante toda a vida. O terrorismo não é mais do que uma guerra que tem milénios anos. Há em todos nós um kit de bestialidade que faz com não haja definitivos nem impossíveis.

“As nossas vidas são feitas de ciclos”, escreveu o frei Eugénio Boléo à Comunidade Católica Portuguesa de Ixelles (C.C.P.I.), em Bruxelas, na hora da sua aposentação. Frei Boléo deixou obra feita e um carinho carismático cultivado durante os catorze anos que esteve como responsável pastoral na Bélgica.

Resultado de imagem para padre frei eugénio boleo

A vida de frei Boléo, dominicano, “dava um livro”. Enveredou pela vida sacerdotal após ter estado na guerra em Angola (1964), como oficial de carreira na marinha, e de ter comandado uma companhia de fuzileiros especiais. 

Depois da guerra, fez-se padre. Depois de andar no meio da extrema violência, de arma em punho, num teatro de matar ou viver, em momentos inimagináveis que só quem lá esteve estará em condições de entender, o combatente regressa da mata africana e decide enveredar pela vida sacerdotal. 

São ciclos dificéis de definir. Uma vida que não são vidas, cada vida com seus ciclos.

publicado por j.gouveia às 10:20

link do post | comentar | favorito
Domingo, 17 de Setembro de 2017

PELOS TRILHOS DO SABER E DA CULTURA

A Estranha Ordem das Coisas”, do prestigiado neurocientista português António Damásio (na foto), livro onde o autor defende que “os sentimentos – de dor, sofrimento ou prazer antecipado – foram as forças motrizes primordiais do empreendimento cultural e os mecanismos que impulsionaram o intelecto humano na direção da cultura”, será apresentado, em Lisboa, no próximo dia 31 de Outubro.

 Imagem relacionada

Ainda neste mês, será lançado o novo volume das Crónicas dos Clifton, por Jeffrey Archer, intitulado “Chegada a Hora”, com a Bertrand a editar também “Despertar”, que “servirá de base para uma tertúlia a 9 de novembro, na FNAC Colombo, sobre o universo de Stephen King”.

Na não-ficção, a Bertrand vai editar “Laëtitia – Ou o Fim dos Homens”, do francês Ivan Jablonka, que recebeu o prémio Médicis do ano passado com esta obra que “encerra diversos registos e géneros - literatura, atualidade, investigação, história, sociologia e política".

Em Novembro, vai ser lançado o livro “Da Lusitânia a Portugal: Dois mil anos de história”, do professor e ex-ministro Diogo Freitas do Amaral.

publicado por j.gouveia às 09:29

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 16 de Setembro de 2017

MULTIDIMENSIONAL

foto estatua 1.jpg

 Escultura em ferro forjado sem legenda. Aqui dá para a imaginação de cada um, sem precisões e de forma multidimensional. Autor sem nome, figura presente numa pequena aldeia portuguesa, pelas margens do rio Mira. Pergunto e recebo como resposta: "Nós somos de cá e também não sabemos o que isso é... lá que parece, parece, ser um homem... lá isso parece!. O meu filho diz que é o Cristiano Ronaldo com a bola de ouro ao alto... é bem possível. Né sei!"

publicado por j.gouveia às 09:44

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Setembro de 2017

A CONSCIÊNCIA DOS ACTOS E DAS PALAVRAS

Muitos foram presos por exigirem

o "voto livre" e a democracia... 

Na sua lenta evolução, o mundo tem registado altos e baixos, lutas e derrotas, sacrifício de uns, menosprezo de outros pelos princípios, e banalizações em geral.

É tudo normal, desde que não confundamos ou misturemos realidades bem distintas, como se fosse mais útil e interessante combinar a massificação com a individualidade, ou a verdade com a mentira, numa época de "globalização" em que é fácil cair na tentação do "pensamento único", da "ditadura do imediato" e "descartável", da "falta de humanismo" e pouca "responsabilidade".

Mas, talvez se admita, "isto não é de agora", e no entanto, a chamada "civilização humana" ajudou a ultrapassar os "instintos" e a educar/cultivar o que de mais elevado urge preservar em cada tempo, para bem de todas as gerações.

Resultado de imagem para portugueses a votar

Isto vem a propósito da discussão em torno da realização de jogos de futebol no próximo dia 1 de Outubro, data da realização das próximas eleições autárquicas em Portugal, e com o Governo a prometer legislação futura para se evitarem coincidências ou supostas teimosias...

Não tiramos partido pelas opções e responsabilidades de cada um em matéria  cívica, mas, no meio disto tudo, o que lamentamos é a triste curiosidade à volta da importância de votar, haja ou não mil e uma coisas para fazer na mesma data das eleições... Ou seja, se pensarmos que há 60 anos, por exemplo, muitos cidadãos portugueses foram para a prisão e para o exílio por causa de exigirem o "voto livre" e a democracia..., sacrificados por "direitos", dos quais hoje beneficiamos de maneira fácil... Pensando bem, é de corar de vergonha esbanjar uma herança de verdadeira cidadania, preparada por tantos dos nossos antepassados...

Imagem relacionada

Claro que há uma diferença entre ir "votar" e ver um "jogo de futebol", em nada se podem confundir! E, no entanto, é tão fácil cair na simples liberdade de "optar", como se tudo fosse igual ou estivesse ao mesmo nível. É como "estar na moda",  entre a "verdade" e a "mentira", já não se fala tanto de ver a "diferença" entre ambas, mas de "escolher" uma ou outra..., e isto é perigoso.

Sobre estes perigos e alertas, sugerimos a leitura de uma obra (agora traduzida em português, editora Cavalo de Ferro) do notável ensaísta búlgaro Elias Canetti(1905-1994), Nobel de Literatura em 1981: "A Consciência das Palavras", um conjunto de ensaios que junta "figuras como Kafka e Confúcio, Tolstói, Karl Kraus e Hitler, catástrofes das mais terríveis proporções, como Hiroxima" (...).

Imagem relacionada

Na nota preliminar deste livro, escreve o autor: "Os inimigos da humanidade ganharam poder rapidamente, chegaram muito perto do objectivo final que é a destruição da terra, pelo que é impossível abstrairmo-nos deles (...)."; por outro lado, reconhece, os "modelos espirituais ainda têm algo a dizer-nos", ainda que mais raros; o "mais importante é falar daqueles que até resistiram ao nosso monstruoso século" (...). É preciso continuar a "resistir" e a não confundir a "liberdade" com a "tolerância" ou a "diferença" com simples "opção".

publicado por j.gouveia às 09:42

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quinta-feira, 14 de Setembro de 2017

ESCULTURAS FORJADAS

foto a.jpgfoto b.jpg

Opostos-iguais ou diferentes-nulos! Estão na moda, as esculturas em ferro forjado. Porque são distintos, rogantes e interrogantes, despertam a atenção e até há quem lhes faça desmesuradas escrituras. É assim o nosso mundo: nada permanece e tudo se inova, pouco interessa o valor válido quando o "ser diferente" recebe reparos opostos de brutalidade ou genialidade. A raça humana surpreende!   

publicado por j.gouveia às 14:51

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Setembro de 2017

MEMÓRIA DE ALEXANDRE HERCULANO

Escritor, historiador, político, jornalista e poeta destacado do Romantismo português, Alexandre Herculano (de Carvalho Araújo) morreu há 140 anos. Autor de obras inesquecíveis, como "Eurico, o Presbítero", "A voz do Profeta", "O Bobo", "Lendas e Narrativa", ou "A Harpa do Crente", Alexandre Herculano é considerado o "pai da historiografia portuguesa", como testemunha a sua publicação dos "Portugaliae Monumenta Historica".

Natural de Lisboa (n. em 1810), de família modesta, não teve posses para fazer cursos universitários, mas tornou-se um autodidata de grande cultura e valores. Participou na política partidária e nas revoltas militares do seu tempo, foi obrigado a exilar-se no estrangeiro e esteve ao lado de D. Pedro IV (juntamente com Garrett) nas lutas liberais.

Resultado de imagem para alexandre herculano frases

Com as suas reflexões e intervenção cívica, muito contribuiu na redação do primeiro Código Civil Português, entre outras iniciativas reformistas de importância social.

Desiludido com a vida pública, o que o levou a "recusar títulos e nomeações", escolheu dedicar-se à agricultura, nos últimos anos de vida, na sua propriedade em Vale de Lobos (Santarém), onde continuou a gozar do maior prestígio, até à morte, ocorrida aos 67 anos de idade, no dia 13 de Setembro.

Um dos maiores especialistas da personalidade de Alexandre Herculano é Vitorino Nemésio (1901-1978), saudoso professor da Faculdade de Letras de Lisboa e célebre pelo programa "Se bem me lembro..." na RTP.
>>>
"Eu não me envergonho de corrigir os meus erros e mudar as minhas opiniões, porque não me envergonho de raciocinar e aprender."
(Alexandre Herculano)

publicado por j.gouveia às 09:35

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 12 de Setembro de 2017

OS MAIORES FURACÕES DA HISTÓRIA

Agora que o furacão "Irma" está a passar, deixando um rasto de grande destruição nas ilhas do Mar das Caraíbas e sul dos EUA (Flórida), tendo sido considerado um dos mais fortes dos últimos dez anos..., é bom lembrar que estes fenómenos atmosféricos já têm uma longa história de tragédias, perante as quais a força e o poder humanos não conseguem evitar.

Resultado de imagem para furacão irma destruição

Basta lembrar alguns dos "maiores furacões" das décadas mais recentes:
- Em 1970, o "Bhola" atingiu o Bangladesh e parte da Bengala Ocidental, na Índia; terão morrido entre 300 e 500 mil pessoas;

- Em 1975, o "Nina", na China, causou o colapso da barragem de Banqiao, matando mais de 100 mil pessoas;

- Em 2002, no México, o furacão "Kenna" causou enorme destruição, avaliada em mais de 100 milhões de dólares;

- Também no México, o "Pauline", acompanhado de chuvas torrenciais, causou inúmeros deslizamentos matando cerca de 400 pessoas e outras 300 mil ficaram desalojadas;

Em 1992, o furacão "Iniki" atingiu o estado norte-americano do Havai, na sequência do "El Nino", matando poucas pessoas, mas totalizando quase 2 bilhões de dólares em prejuízos.

publicado por j.gouveia às 07:16

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 11 de Setembro de 2017

FRASE EMOTIVA

Não sou nem da direita nem da esquerda. Eu sou do caminho que convier ao povo.

(Marcelo Caetano, ex-presidente do conselho de ministros do antigo regime).

publicado por j.gouveia às 08:00

link do post | comentar | favorito
Domingo, 10 de Setembro de 2017

ANO EM QUE O "MUNDO PORTUGUÊS" MUDOU

Guiné-Bissau proclama a independência

O ano de 1973 foi marcante para o futuro de Portugal. Um ano em que o "Mundo Português" mudou. Foi, porventura, a viragem mais decisiva da história do nosso país, com a inglória guerra do ultramar e a perda de conquistas gloriosas do passado. 

Entre outros acontecimentos, ocorridos em 1973, recordamos os seguintes:

- A visita de Marcelo Caetano a Londres, para as comemorações do VI centenário do Tratado de Tagilde (primeiro fundamento jurídico do futuro tratado de aliança Luso-Britânica, existente até hoje);

- A fundação do Partido Socialista, na Alemanha, com Mário Soares a liderar;

g1.jpg

(Amilcar Cabral)

- O assassinato do líder do Partido para a Independência da Guiné e de Cabo Verde (PAIGC), Amílcar Cabral, em Conakry;

- A declaração de independência da Guiné-Bissau, tornando-se a primeira colónia portuguesa, no continente africano, a separar-se da metrópole;

g3.jpg

- A reunião, na Costa da Caparica, do "Movimento dos Oficiais das Forças Armadas" (MFA), com líderes destacados, como Otelo Saraiva de Carvalho, Vítor Alves e Vasco Lourenço (os "capitães de Abril"): Este encontro do MFA foi realizado em Dezembro de 1973 e foi decisivo para a abertura do caminho à "Revolução" de abril de 1974. 

publicado por j.gouveia às 09:44

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito


REDE
UNIVERSAL
DE NOTÍCIAS

João Godim

FREELANCER


contador de visitas
Contador de visitas
Diseño Web Sevilla



Mil Canções
dos últimos 30 anos


>REPORTAGENS

>EUROPA DIRECT

>METEOROLOGIA

>SOS URGENCIAS

>AEROPORTO LISBOA

>AEROPORTO MADEIRA

>TABELA DE MARÉS

.Fotos


GALERIA ROINESXXI
ROINES NOS MEDIA

.subscrever feeds

.pesquisar

 

EUROMILHÔES


BLOGS RECOMENDADOS


Ecclesia
Museu da Imprensa
Regador do Frei Boléo
Começar de Novo
Contextos Históricos
Portugalidade
USTV
Diversidades
Motivo(s) em foco
Guiné - Bart 1914
A TERRA E A GENTE
Actualidade
O Guardião
Fernando Pessoa
Eça de Queiroz
Laurinda Alves
Livros
Leituras
Livros em português
Hábito de Leitura
Casa dos Poetas
Biblioteca Nacional
Observatório da Língua
Língua Portuguesa no Mundo
NOVA ORTOGRAFIA
Português no Mundo Árabe
Observatório da Emigração


José Régio/João Vilaret
A Procissão/João Vilaret
Pablo Neruda
Gabriel Garcia Marques


Coro da Catedral
Projecto Tio
Televisão Saloia
U.Sénior Machico
U.Sénior Funchal
Academia Sénior
Gastronomia Madeirense

PAISES DO MUNDO

11 DE SETEMBRO 2001

ENCICLOPÉDIA UNIVERSAL

FILMES DE OURO

FILMES PORTUGUESES

LA BALLADE DES GENS HEUREUX
LA VIE EN ROSE
ODE TO MAASTRICHT

VIDEOS MUSICAIS

Amália Rodrigues
Conjunto Académico João Paulo / Sérgio Borges
Manuel Freire
António Prieto
Love Story
Demiss Roussos
Frank Sinatra
Sinatra e Jobim
Vinicius de Moraes
Roberto Carlos
Julio Iglesias
Chico Buarque
Elvis Presley
Conjunto João Paulo
Música árabe
Música céltica
Maria Callas
Laura Pausini
Andrea Bocelli
Música relaxante
Vangelis
Mozart
You light up my Life
Beethoven
Franz Liszt
BeachBoys
Beatles
Elton John
Gigliola Cinquentti
Edith Piaf
Celine Dion
Pavarotti
Louis Armstrong
Nat King Cole
Dont Worry Be Happy

AS MAIS FAMOSAS CANÇÕES DE NATAL

VIOLA OK
Viola clássica Viola/Guitarra
Guitarra/Carlos Paredes
Viola/Gips Kings
Viola/intantil!
Viola/genial!!!
Guitarra Espanhola
Viola:Over the Rainbow
Viola: Kenny Rogers
Viola:José Feliciano